Coluna Sorocaba. Palmilhas posturais Sorocaba, RPG, terapia manual e diversos outros tratamentos para dor. Ligue: (15) 9 9125-9191.

Contato

O que pode ser dor nas costas ao ficar muito sentado?

Publicado em ColunaSeja o primeiro a comentar

Sentir dor nas costas é um problema que atinge uma parcela muito grande da população.
A posição sentada é a mais freqüente entre a maioria das pessoas nas atividades profissionais, domésticas e no lazer.
Pessoas que passam longos períodos sentadas sofrem mais de dor nas costas do que pessoas que se movimentam mais.

Segundo um estudo publicado no American College of Cardiology, ficar na mesma posição por mais de cinco horas pode aumentar a probabilidade de infarto e acidente vascular cerebral (AVC), mesmo em quem pratica atividade física regularmente. O artigo ainda revela que os riscos são maiores para as mulheres.

Por isso, a cada duas horas é importante se movimentar.

Mas o que pode ser a sua dor nas costas?

  • Hernia de disco – O disco vertebral é uma estrutura que serve para evitar o contato direto entre uma vértebra e outra, e amortecer o impacto gerado pelos saltos, por exemplo. Assim, uma lesão discal prejudica a função do próprio disco vertebral e ainda pressionam outras estruturas importantes da coluna, como a raiz nervosa ou a medula espinhal – por isso a dor.
  • Degeneração do disco – Condição em que os discos entre as vértebras perdem o amortecimento, se fragmentam e geram problemas relacionados ao envelhecimento.
    Em alguns casos, a coluna perde a flexibilidade e os esporões ósseos podem comprimir uma raiz nervosa, causando dor ou fraqueza.
  • Doenças degenerativas da coluna – Com o avanço da idade são observados a desidratação e o ressecamento do disco intervertebral. À medida que a degeneração progride, o disco intervertebral diminui em altura, as fibras anelares projetam-se e as bordas das extremidades cartilaginosas fraturam-se. A principal conseqüência do processo degenerativo discal é a incapacidade para a absorção de impactos, desencadeando instabilidade da coluna lombar.
  • Ciatalgia – Dor que irradia ao longo do nervo ciático, que desce por uma ou ambas as pernas a partir da lombar.
    A causa costuma ser quando uma hérnia de disco ou um esporão na coluna pressionam o nervo.
    A dor tem origem na coluna e se irradia para a parte traseira da perna. A ciática geralmente afeta apenas um lado do corpo.
  • Contratura – ocorre quando o músculo contrai de maneira incorreta e não volta ao seu estado normal de relaxamento. A zona afetada pode estar volumosa, dolorida e/ou impedindo a correta mobilidade. Podem ocorrer depois de praticar um exercício muito forte, uma noite mal dormida ou por tensão no corpo causada pelo excesso de estresse e de preocupações.
  • Bico de papagaio – Devido ao envelhecimento e as más posturas ao longo dos anos acontecem desgastes no disco intervertebral que fazem as vértebras se aproximarem muito, levando a formação de novas estruturas ósseas que se formam nas bordas das vértebras. Estas novas estruturas são cientificamente chamadas osteófitos e são uma forma do corpo tentar se defender. Este problema é mais comum partir dos 45 anos devido ao desgaste dos discos da coluna vertebral que ocorre com o envelhecimento. Além disso, é mais frequente quando se tem excesso de peso, não se pratica atividade física nem nunca praticou e já se sofreu traumas na coluna ou se tem uma doença reumática.
  • Hiperlordose – A hiperlordose lombar é caracterizada como uma acentuação da curvatura lombar, deixando a pessoa com o bumbum empinado. Pode ser hereditária ou causada por doenças como artrite, distrofia muscular e nanismo.
  • Escoliose – A coluna vertebral vista por trás deve ser reta, alinhada. O encurvamento da coluna vertebral é característico da escoliose. A coluna chega a se torcer para os lados, para frente e para trás e em volta do seu próprio eixo. Dependendo do grau de torção, a escoliose pode ser classificada com menor ou maior gravidade.
  • Retificação da lombar – A coluna tem curvaturas desenvolvidas na infância que servem para absorver melhor o impacto e a força da gravidade quando estamos em pé. Quando sentamos relaxados sem o cuidado de manter a coluna ereta, nós não só retificamos, como invertemos a curvatura da coluna lombar, aumentando a carga imposta nos discos intervertebrais.

Dra. Carla Odoni

Rua Eulália Silva, 138 - 3º Andar - Sala 6 - Sorocaba – SP

Ligue agora:

(15) 9 9125-9191